Melhoria na gestão das propriedades rurais

Projeto de Assistência Técnica e Gerencial desenvolvido com produtores rurais da região de Campos Novos busca eficiência nas propriedades.

Proporcionar um aumento da produção, evolução na produtividade e no nível de gestão, além do incremento da renda líquida em propriedades rurais de Santa Catarina, são objetivos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/SC), que em parceria com a Federação da Agricultura do Estado de Santa Catarina – Faesc, desenvolverem o programa de Assistência Técnica e Gerencial.

Na região de Campos Novos, o projeto tem parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Campos Novos – SPRCN, e iniciou no mês de setembro. Atendendo 25 pecuaristas de Campos Novos, Vargem e Erval Velho, o projeto busca melhorar a pecuária de corte, tanto em genética, pastagens e gerenciamento de custos e lucros nas propriedades.

Com métodos específicos de cálculo de custos de produção, indicadores e análise de dados para planejamento estratégico conforme os pontos fortes e fracos de cada propriedade, técnicos auxiliam os pecuaristas nas melhorias da propriedade. De acordo com Fábio Pereira Neves, consultor do Serviço de Inteligência em Agronegócios – SIA, empresa responsável pela coordenação do projeto, a assistência técnica continuada aos produtores ocorrerá por dois anos.

“Nosso objetivo e do projeto é melhorar a pecuária de corte do estado e os produtores recebem visitas nas propriedades aonde realizamos planejamento forrageiro, manejo do gado, manejo sanitário, genética. Tudo que envolve a pecuária de corte, parte técnica e gerencial é abordada pelos técnicos. A ideia é que os produtores consigam gerenciar a propriedade e melhorar a produção de fato, com peso de terneiro e peso de animais abatidos, por exemplo”, informou Fábio.

Para o Presidente do SPRCN, Fernando Rosar, a ideia é de melhorar a genética dos animais e também o gerenciamento das propriedades para que estes sejam exemplos para os demais pecuaristas da região. “Tivemos muitos interessados e iniciamos esse projeto com 25 pecuaristas da região e temos a ideia, juntamente com o Senar e Faesc, de promover outra turma de 25 produtores, pois o sindicato visa com o final do projeto, termos mais de uma turma com o programa. É um projeto piloto no estado e vemos que este projeto possa também fomentar nossas feiras e leilões, pois há uma qualificação, melhoramento genético e que refletem em ganho ao produtor”, informou Fernando.

Uma novidade repassada aos produtores participantes do projeto, em encontro na quinta-feira, 23 de março, foi da disponibilidade de Inseminação Artificial em Tempo Fixo – IATF, em 1.200 animais dos 25 produtores do grupo do município. “Essa é uma novidade, conquistada pelo presidente da Faesc, José Zeferino Pedroso (Zezo), que em parceria com o Sebrae, estará disponibilizando a inseminação via IATF de 25 mil cabeças de gado no estado. Campos Novos foi agraciado com 1.200 IATF e isso da um resultado geneticamente falando, fantástico”, destacou o Presidente do SPRCN.

Reuniões rotineiras são realizadas pela coordenação do projeto com os produtores, para que estes troquem experiências e desenvolvam o melhor trabalho nas propriedades. Dentro do projeto de Assistência Técnica e Gerencial, há ainda uma propriedade modelo. Além do consultor da SIA, um médico veterinário presta o serviço por 4hs/mês em cada propriedade.

*Reportagem publicada no jornal “O Celeiro”, Edição 1472 de 30 de março de 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui