Cultura de fé

Há mais de 10 anos fiel realiza ação voluntária de auxílio a capelas. No domingo a Cruz de Cristo foi entregue à Capela de Santa Rita de Cássia no Distrito do Ibicuí.

Agir no dia de hoje pensando no bem de amanhã. É na Igreja que se pratica e se vivencia o amor, a misericórdia e o bem. Pensando assim José Ari Ribeiro realiza ações voluntárias há mais de 10 anos em auxílio a capelas, movido por sua fé e gratidão.

Sua última ação, com apoio de João Valdeni da Silva (Teco), foi a entrega no domingo, 07, da Cruz de Cristo para a Capela Santa Rita de Cássia no Distrito do Ibicuí, durante a programação da festa em honra à santa, que é realizada todos os anos.

José Ari Ribeiro nasceu em Brunópolis e há 30 anos reside em Campos Novos. Ele testemunha que já fez doações a 17 capelas. “A gente faz um trabalho voluntário em todas as capelas por onde eu passo e encontro algumas coisas que precisam de melhorias. Há 10 anos de trabalho, eu já fiz a entrega de cadeiras utilizadas pelos padres e ministros, já doei para 17 capelas em Brunópolis, Monte Carlo e Vargem. Em Campos Novos, eu já tenho um trabalho prestado na Encruzilhada, Integração, Linha Gaúcha, Dom Bosco e Boa Esperança. E agora no Distrito do Ibicuí, a primeira capela que escolhemos foi a da Santa Rita de Cássia com a entrega da Cruz de Cristo, uma doação espontânea para ficar de forma permanente nesta comunidade”, relatou José Ari Ribeiro.

A próxima comunidade beneficiada será a de Boa Esperança. “A próxima agora que nós estamos pensando é a comunidade novamente da Boa Esperança, estamos resgatando a história e os nomes das pessoas que fundaram a Igreja, que estão esquecidas. Então na Boa Esperança estamos nos preparando para o próximo dia 20, fazer a entrega da Cruz de Cristo e também resgatando o nome das pessoas que fundaram aquela capela”, informou José Ari. Os recursos para as ações de José Ari Ribeiro são arrecadados junto à própria comunidade. Um trabalho voluntário que ele iniciou sozinho e que agora está contando com o apoio de João Valdeni da Silva.

Depois da Comunidade de Boa Esperança, também deverão ser beneficiadas as capelas de Bela Vista e São Pedro Sarandi. As ações são realizadas conforme a disponibilidade de recursos arrecadados. José Ari Ribeiro falou ainda sobre a sua fé, amor e gratidão, que movem suas ações na Igreja. “A gente sempre pensou na família e eu acho que a Igreja é o esteio da família. Se nós resgatarmos a família, resgatamos a Igreja e por intermédio da Igreja unimos as famílias. Eu fui sempre católico e meu pai também, um trabalho de fé e gratidão”, finalizou o fiel.

*Reportagem publicada no jornal “O Celeiro”, Edição 1478 de 11 de maio de 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui