Como se planejar para 2020?

Douglas Rayzer

Os últimos meses do ano são o período em que as pessoas físicas e jurídicas mais gastam. No caso das empresas, elas precisam cumprir com obrigações legais que não podem ser ignoradas, como o pagamento do 13° salário aos funcionários. Além disso, nesse período alguns funcionários entram de férias e alguns recebem outras gratificações, ou seja, se elava ainda mais os custos. Como manter uma empresa com os gastos tão elevados? Através do controle de gestão e de finanças é possível terminar e iniciar o ano no azul. =

O contador Douglas Rayzer conta que são muitos os fatores que podem prejudicar uma empresa no final do ano, alguns, inclusive, que estão ocultos e passam despercebidos ao empresário. Estes custos devem ser somados aos gastos já mensurados e fixos de uma empresa que são os pagamentos de aluguel, água, telefone, luz, entre outros. Tendo em vistas essas situações prováveis e possíveis, o gestor deve se preparar para lidar com todas elas. “Uma dica ao empresário é todo mês ele fazer uma reserva, dividindo o 13° salário em doze parcelas para chegar ao final do ano e já ter o valor reservado para ser pago. O gestor de um negócio precisa entender e visualizar um cenário anual, por isso ele deve refletir: Que meses tem maior e menor receita? Quais são as variáveis que fazem com que não sejam meses equilibrados?”, aconselha.

Para fazer uma empresa funcionar bem é preciso mais do que conhecimento de área, é necessário um pensamento empreendedor que garanta a quitação de dívidas sem que a empresa corra grandes riscos. Um desses riscos, de acordo com Douglas, é a falência da empresa. “É preciso um pensamento empreendedor, não pensar apenas no hoje, mas colocar em prática ações pensando no futuro”, alertou o profissional. Independente do segmento e do tamanho da empresa a gestão precisa ser bem clara e organizada. Empresas de assessoria em contabilidade podem ser uma aliada no bom desenvolvimento de um negócio. Um profissional da área irá guiar e ajudar a encontrar caminhos para que a empresa se renove e sobreviva como empresa, atingindo os resultados de forma legal e ética.

Por: Douglas Rayzer
R & B Assessoria e Consultoria – (49) 9 9997.8738

*Coluna publicada no ‘Especial Boas Festas’ do Jornal ‘O Celeiro’, Edição 1609 de 19/12/2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui