Relatório da Perícia feita no IMAS aponta Irregularidades.

Relatório da Perícia foi pedido pela CPI que investiga a Organização Social.

Aconteceu ontem na Fundação Hospitalar Dr. José Athanásio uma apresentação parcial do que foi levantado no relatório da Perícia que foi pedida pela Comissão Parlamentar de Inquérito, (CPI) da Câmara Municipal de Vereadores.

Segundo informações, já foi constatado um aumento de 30% na folha de pagamento, que dá 23 funcionários a mais trabalhando na Fundação Hospitalar. Foi constatado também irregularidades de pagamento, pagamentos pagos pra outras pessoas e não para quem o contrato foi assinado, contratos mal elaborados, e até alguns contratos onde há dificuldades de se constatar qual o serviço que foi prestado.

Essas irregularidades levantadas já dão uma noção da dificuldade que o Ministério Público terá para saber o que realmente esta acontecendo na autarquia. Outro ponto levantado é que várias cláusulas do contrato feito entre a Prefeitura e o Imas não foram cumpridas e ainda não estão sendo cumpridas.

Ainda há informações de que a CPI irá analisar o aditivo efetuado neste mês de Dezembro onde a Administração Municipal aumentou em R$ 250 mil reais o repasse ao Imas (Instituto Maria Schmitt), totalizando R$ 950 mil reais no repasse a Organização Social que administra o hospital Dr. José Athanásio há 9 meses.

Outra coisa que foi contatada é de que a justificativa usada para aumentar o repasse de que o valor até então repassado pelo Município tornou-se insuficiente para suprir as despesas, considerando ainda que os serviços prestados vem ao encontro dos interesses da Comunidade não parece ser uma realidade apontada pela perícia para a CPI. Segundo informações o trabalho da Comissão Parlamentar continua e a mesma pretende mostrar que os valores de custo são menores do que se acredita.

COMISSÃO

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi instaurada em Outubro na Câmara de Vereadores de Campos Novos, para apurar denúncias na aplicação de recursos por parte do Instituto Maria Schmitt (IMAS), na administração do Hospital Dr José Athanázio. Integram a CPI os vereadores Cássio Campagnoni; José Adelar Carpes; Dirceu Kaiper do MDB e Adavilson Telles e Piratuba Júnior do PP.

O vereador Cássio Campagnoni (MDB) é o presidente da CPI que terá 120 dias para apresentar o relatório final e prerrogativas para convocar servidores, diretores e médicos a depôr.

*Informações: Live na página do Vereador Adavilson Telles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui