Pais reclamam de atendimento ao Pré- I que atenderá apenas em meio período

Queixa foi feita por pais que trabalham em tempo integral e não tem com quem deixar as crianças.

A Secretaria Municipal de Educação decidiu que em 2020 o Pré – I atenderá apenas em meio período, somente os turnos de creche e Pré – II atenderão em tempo integral. A notícia desagradou os pais que trabalham o dia todo e não contam com o auxilio de ninguém para cuidar dos filhos. Revoltados com a situação eles procuraram os meios de comunicação e os vereadores na tentativa de tentar encontrar uma solução e uma mudança por parte da Administração Municipal. Na tentativa de conversar com a secretária de educação sobre essa situação entramos em contato com a assessoria de comunicação da Administração Municipal de Campos Novos, mas não recebemos retorno.

Em conversa com a redação do jornal O Celeiro uma mãe diz que outras mães também estão na mesma situação. “Buscamos conversar com os vereadores para pedir ajuda. Não temos familiares aqui para cuidar da minha filha”, relatou uma mãe. “Essa decisão traz muitos prejuízos. Acredito que nessa fase é fundamental a criança permanecer na escola em período integral, para o seu desenvolvimento, uma vez que os professores estão preparados para estimular as crianças em cada fase. Sem contar com o transtorno dos horários estipulados. Ninguém sai do seu trabalho 11:30 para pegar a criança as 11:45”, relatou outra mãe. Essa mesma mãe disse que ao conversar com a diretora da escola foi informada de que o horário integral foi abolido porque as crianças não dormem mais a tarde porque são maiores. “Que bom que as crianças não fazem mais o soninho, isso quer dizer que elas poderiam ser estimuladas ainda mais nesse momento fazendo diversas atividades na escola. Estamos diminuindo a qualidade do ensino. As crianças precisam ser assistidas pelos pais, mas a escola é um lugar fundamental na primeira infância”, reforçou a mãe.

Os vereadores Adavilson Teles (Mancha) e Maurílio Campagnoni (Cássio) dissertaram sobre a necessidade dessas famílias e afirmaram que muitos deles estão sendo procurados por pais que precisam trabalhar em tempo integral. “Recebemos várias reclamações dos pais em relação a creche pré 1 que passou a funcionar em período parcial. Historicamente em Campos Novos nós oferecemos esse serviço em tempo integral. Era uma reivindicação que já havíamos levantado em novembro de 2019. Tentamos convencer o executivo a manter em tempo integral, mas houve a justificativa de que teria que abrir mais vagas e a única forma seria essa. Isso vai afetar muitas famílias financeiramente porque tem pai e mãe que trabalham o dia inteiro e terão que pagar para alguém cuidar dos filhos. Vamos na contramão do que se prega, se fala tanto em escola integral e se busca isso em todos os municípios e onde funcionava em tempo integral nós reduzimos. Cobramos isso do Executivo, mas eles foram irredutíveis”, declarou Mancha.

Alguns pais trabalham em meio período e outros podem deixar a criança com algum familiar de confiança, mas há pais que não contam que esse auxílio para cuidarem de seus filhos. Neste caso ou se gasta com uma baba ou terá que optar por deixar o emprego comprometendo a renda da família. A assistência a educação infantil tem sido prestada, porém com prejuízo aos pais. As escolas de ensino infantil são de grande importância para pais e para as crianças. Com profissionais habilitados e especializados, boa supervisão e atividades realizadas durante o dia os pais vão ao trabalho tranquilos de que seus filhos estão seguros.

Além de ajudar os pais que trabalham, o ensino em tempo integral é muito benéfico às crianças por inúmeros motivos, como a melhora no rendimento escolar, a prática de exercícios físicos, aproveitamento do tempo ocioso e também como forma de prevenir possíveis riscos sociais. Eles poderão aproveitar o tempo que passam na escola para se tornar mais responsáveis e autônomos.

*Reportagem publicada no jornal “O Celeiro”, Edição 1613 de 20 de fevereiro de 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui