“Jamais vamos conseguir agradar a todos”, diz secretária de saúde

Mayara Serena

A frente da Secretaria de Saúde há pouco mais de um ano, Mayara Serena fala sobre a saúde do município.

Pauta constante nos meios de comunicação a saúde é sempre o calcanhar de Aquiles de qualquer município. Sempre em foco e com recorrentes reclamações por parte de quem se considerou lesado, a Secretaria de Saúde de Campos Novos está sempre respondendo pelas noticias que se espalham sobre demora no atendimento, falta de médico, fila de espera por cirurgias e demais situações. A divulgação mais recente sobre a saúde foi de um vídeo feito no Hospital Dr. José Athanázio que mostrava vários pacientes de outros municípios que estavam horas na fila esperando atendimento. Muitos desses casos chegam a imprensa por meio de denuncias de usuários do sistema de saúde. Sobre essa situação a secretária de saúde, Mayara Serena, afirmou que nunca será possível agradar a todos e que por isso sempre existirá reclamações, porém também defendeu que antes de procurar os meios de comunicação, quem se sente prejudicado deveria primeiramente buscar a secretaria. “Jamais vamos conseguir agradar a todos. Nem sempre vamos conseguir fazer o que a pessoa deseja e sim o que está estabelecido. Buscamos atender a todos que nos procuram para ajudar as pessoas. Antes de ir a imprensa as pessoas deveriam procurar a Secretaria de Saúde. As pessoas devem buscar os meios de comunicação sim porque elas precisam buscar a resolução de seu problemas, mas apenas depois de terem uma resposta nossa”, refletiu.

Mayara comenta que sempre chega alguma informação ate ela, mas que muitas vezes chegam incompletas e muitas delas nem sempre são verdades. “Preocupa-nos as informações que se disseminam sem procedência. Quando eu sou questionada eu respondo de forma imediata porque eu não gosto desse tipo de coisa e nem de situações motivadas por cunho político. Eu dou acesso para que as pessoas venham até mim. Precisamos deixar as coisas claras. As pessoas deveriam buscar a informação aqui e não direto na imprensa, porque daí as coisas saem distorcidas. Se está acontecendo alguma coisa, se alguém está esperando precisamos ouvir e entender cada caso”, reclamou em contrapartida.

Apesar de haver essas pontuações negativas por parte de alguns meios, a secretária se diz satisfeita e faz uma avaliação positiva sobre os quatorze meses a frente da Secretaria. Ela vê evolução e melhorias no atendimento e nos serviços ofertados. Enquanto secretaria, Mayara prioriza pela boa comunicação, humanização e qualificação dos profissionais de saúde visando qualificá-los para que exerçam bem suas funções. “Buscamos ofertar capacitação para os profissionais. Gosto de acompanhar as demandas de perto para ver o que precisa de prioridade e celeridade, se é exame ou consulta especializada. Queremos ampliar o atendimento no consorcio que oferta maiores especialidades. Verificamos as demandas para poder atender bem a população. Ampliamos vários serviços e buscamos ampliar os atendimentos. Nas maiores demandas buscamos soluções, tanto em exames, quanto em consultas médicas para que a população não tenha de esperar tanto. Vejo um saldo positivo em relação ao meu período como secretária. Temos o apoio da administração. Estamos desenvolvendo um bom trabalho e nossa ideia é oferecer mais serviços”, considerou.

Para proporcionar mais saúde, promover a prevenção de doenças, Mayara atualizou a população sobre as ações e programas mantidos pela Secretaria de Saúde. Umas das ações mais recentes é a pesquisa de satisfação com usuários das Unidades de Saúde para verificar a opinião das pessoas e ver que áreas podem ser melhoradas. “Nós perguntamos sobre o tempo de espera, se elas são atendidas pelo auxiliar ou pelo enfermeiro, como é a visita do agente comunitário de saúde e sobre os serviços do PAM. Nas pesquisas dos últimos meses verificamos um saldo positivo em relação ao numero de atendimentos, a maioria tem o atendimento satisfatório. Não entrevistamos todas as pessoas, é apenas uma amostragem para fazer o levantamento de dados. Há situações em que há queixa, e quando isso acontece nós vamos até a pessoa para identificar e resolver o problema”, explicou.

Outra ação recente foi o inicio das terapias integrativas e complementares que visam diminuir ou auxiliar os tratamentos medicamentosos. “As praticas integrativas e complementares são baseadas nos conhecimentos tradicionais e tem função terapêutica. Iniciamos com a musicoterapia com os pacientes do Caps e tivemos um resultado muito positivo. Esse ano iniciamos com o reik acupuntura e ioga funcionado na Unidade de saúde Edilamar Salvador. Os pacientes são avaliados por profissionais de saúde que indicam e encaminham o paciente para realizar a terapia e consigam se desvincular de tratamentos com medicação. O foco é fazer com que as pessoas tenham um auto cuidado. Nossa ideia é ampliar os serviços, pois sabemos que muitas doenças vêm da saúde mental e precisamos trabalhar isso”, contou.

Sobre os Programas de Saúde, Mayara comenta o que tem sido atingido através deles. Saúde do Trabalhador: “Estamos na marca de quase 2 mil trabalhadores atendidos. Identificamos várias doenças silenciosas nos trabalhadores e isso é importante para a prevenção e gratificante para nós. Temos o Saúde do Trabalhador que acontece nas comunidades rurais, temos um consultório móvel para os locais onde não tem posto de saúde e temos intenção de ampliar o programa. Mãe Camponovense: “Programa de educação em saúde para as gestantes em parceria com a Secretaria de Assistência Social e com o Hospital em que fornecemos conhecimento e empoderamento as mães. Elas aprendem sobre os primeiros cuidados com o bebe recém nascido e com sua própria saúde. Medicamento em Casa: Seis unidades de Saúde já implantaram o programa. Já iniciamos com cadastramento das unidades de Bela Vista, Dal Pai, Encruzilhada, Barra do leão e Ibicui e no Pam. Até junho provavelmente estaremos com 100% de implantação”.

*Reportagem publicada no jornal “O Celeiro”, edição 1616 de 05 de março de 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui