Positividade

Ser realista não impede ninguém de ser positivo. Ser positivo não quer dizer iludido, sonhador, utópico, irrealista. São termos que não podem ser confundidos. Por outro lado ser realista está longe de ser negativo e pessimista. A realidade é dura, tem percalços e dificuldades, mas pode ser bem vista e encarada com positividade.

Na edição dessa semana o jornal O Celeiro foi portador de boas perspectivas de futuro. Na reunião da Amplasc estiveram presentes políticos e representantes de entidades que assistiram uma apresentação de desafios e potencialidades para a região. Para as pessoas que aqui residem as noticias são boas e esperançosas. Porém, tudo que foi tratado representa uma visão de futuro realista ou ilusória?

Para alguns tudo não passa de alvos inatingíveis e metas elevadas, seria como correr atrás do vento. Tudo é rebatido, contestado e desacreditado. Há sempre um entrave e um motivo para desistência. Vamos deixar tudo como está! Do lado oposto estão os mais empolgados que acreditam que tudo pode dar certo. Aqueles que sabem que o caminho será longo, que terá muito trabalho pela frente, mas que com todo empenho e esforço vão conseguir. Tudo vai dar certo! São duas visões e cada um vai agir de acordo com o que acredita, talvez no meio do caminho alguns mudem, outros não. Assim é a vida.

No decorrer da vida sempre vamos nos deparar com esse tipo de situação. Como vamos encarar as mudanças e etapas as quais passamos? Vamos perder a oportunidade de evoluir e de tentar coisas novas influenciados por pensamentos pessimistas? Ou vamos arriscar e ousar?

Ao avaliar a história da humanidade verifica-se que as grandes conquistas e descobertas só foram possíveis devido a seres humanos ousados que arriscaram quando ninguém mais acreditava neles. Grandes sonhos não podem deixar de se realizar por falta de motivação e incentivo.

Que os sonhos possam ser mantidos e buscados com toda a dedicação e positividade do mundo. Que ninguém desacredite ou deboche daquilo que pode ser buscado se houver trabalho. Nada se concretiza se você ficar de braços cruzados, mas se houver luta, esforço e muito, muito trabalho, o pequeno pode se tornar um gigante.

Por: Priscila Nascimento, Jornalista

*Editorial publicado no jornal “O Celeiro”, edição 1616 de 05 de março de 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui