Emoção e alegria marcam evento simbólico de vacinação contra Covid-19

Vacinadoras: Cleonice dos Passos, Tania Trevizan e Vacinados: Rosângela Fátima Alves de Sá, Jaqueline Lopes Thibes Nunes, Matheus Brushi dos Santos, Elizângela Cristina dos Santos, Sandra Ferreira e Emerson Luiz Carvalho

Campos Novos recebeu apenas 260 doses de Coronavac para iniciar primeira fase de imunização. Apesar de poucas quantidades, a chegada da vacina aumenta a esperança do fim da pandemia.

O município de Campos Novos estava preparado para uma vacinação em massa, mas foram recebidas apenas 260 doses de vacina contra a Covid-19 para iniciar a primeira fase de imunização que contempla os profissionais de saúde. Em coletiva de imprensa, realizada nesta terça-feira (19), a secretária de saúde, Mayara Serena, afirmou que mais doses chegarão gradativamente, mas não informou em que data elas chegarão. Com quantidade entregue será possível imunizar apenas um número simbólico de pessoas. Apesar de o município não receber um número significativo de doses, a população comemorou e renovou a esperança de que logo a pandemia terá seu fim.

Motivo de alegria em todo o mundo a chegada da vacina foi comemorada e transmitida em todos os estados e municípios. Em Campos Novos o ‘start’ para a vacinação aconteceu após a coletiva, no hospital Dr. José Athanázio. Cinco profissionais de saúde receberam a vacinação. A população acompanhou ao vivo o evento através das redes sociais. A primeira a receber a vacina foi Rosangela de Sá, da Vigilância Epidemiológica, seguida por Elizângela Cristina dos Santos, da Fundação Hospitalar Dr. José Athanázio, Dr. Matheus Brushi dos Santos, que também atua na fundação, Jaqueline, do Centro de Triagem e Emerson Luiz Carvalho e Sandra Ferreira, do Samu. Cleonice dos Passos e Tania Trevizan foram as responsáveis por fazer a aplicação. Emoção foi a palavra expressa por todos que receberam e por quem presenciou o momento. “Estou muito emocionada. Parece que aquele fio de esperança chegou para nos animar. As pessoas estavam cansadas, desesperadas, achavam que iam perder alguém para essa doença. Nós sentimos cada perda que as pessoas sofreram. Me emocionei bastante”, relatou Rosangela, a primeira a ser vacinada.

Antes de a vacinação ser iniciada, as profissionais de saúde presentes na entrevista falaram sobre a segurança da vacina e relataram que é uma preocupação da Secretaria de Saúde a recusa de alguns para a vacina. Os profissionais de saúde que optarem pela não vacinação deverão assinar um termo de responsabilidade afirmando seu desejo. A meta da Secretaria de Saúde é alcançar 90% do público alvo. Para tanto mais doses serão necessárias. Seriam necessárias cerca de seis mil doses para vacinar o grupo que faz parte da primeira fase de imunização. Assim como Campos Novos, outras cidades também receberam quantidades mínimas de vacina, mas realizaram o ato simbólico de lançamento do imunizante.

Fases da vacinação

  • Fase 1: Devem receber a vacina trabalhadores da área de saúde e idosos com mais de 75 anos. Brasileiros acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência também teriam acesso.
  • Fase 2: Idosos de 60 a 74 anos em qualquer situação.
  • Fase 3: Indivíduos com condições de saúde que estão relacionadas a casos mais graves de Covid-19.

Essas fases são as planejadas pelo Ministério da Saúde, mas o município deve obrigatoriamente cumprir a primeira e a segunda e após estabelecer seu próprio planejamento.

Região

Nesta primeira etapa, deverão ser vacinados 6.026 pessoas, com 60 anos ou mais, residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas), 263 pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em residências inclusivas (institucionalizados), 7.710 indígenas acima de 18 anos de idade aldeados (vivendo em terras indígenas) e 54.385 trabalhadores de saúde. O quantitativo disponível para trabalhadores de saúde equivale a pouco mais de 30% da força de trabalho de Santa Catarina, portanto, foi pactuado com os municípios critérios de priorização para esse grupo: Profissionais que atuam nas UTIs COVID-19; Profissionais que atuam nas Emergências COVID-19; Profissionais que atuam no atendimento clínico hospitalar COVID-19; Profissionais do SAMU; Trabalhadores das Instituições de Longa Permanência de Idosos e de Residências Inclusivas (Serviço de Acolhimento Institucional em Residência Inclusiva para jovens e adultos com deficiência); Equipes que estiverem diretamente envolvidas na vacinação dos grupos elencados para esta etapa. Cabe esclarecer que todos os trabalhadores da saúde serão contemplados com a vacinação, entretanto, a ampliação da cobertura desse público será gradativa, conforme disponibilidade da vacina.

Segundo Informe Técnico Sonivac disponibilizado pelo estado na UVDE (Unidade Descentralizada de Vigilância Epidemiológica) de Joaçaba, a qual pertence Campos Novos e municípios da Região da Amplasc, possui: 34 Pessoas com 60 anos ou mais Institucionalizadas; 0 Povos Indígenas Vivendo em Terras Indígenas; 1546 Trabalhadores de Saúde.

*Reportagem publicada no jornal ‘O Celeiro’, Edição 1660 de 21 de Janeiro de 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui