Inscrições para curso Técnico em Agronegócio vão até dia 27 de janeiro

As inscrições para o Curso Técnico em Agronegócio e processo seletivo seguem até 27 de janeiro de 2021, exclusivamente pela internet (http://www.senar.org.br/etec/), onde também consta o edital completo.

Para inscrever-se o candidato precisa ter concluído o ensino médio e, prioritariamente, atuar no meio rural.

A lista dos candidatos selecionados para a etapa de classificação será publicada no site do Senar/SC no dia 8/02/2021. Os candidatos aprovados deverão matricular-se entre 13/03 e 22/03, nas secretarias dos respectivos polos de apoio presencial no Estado.

Em todo o Brasil, são 1.765 vagas, 210 delas para Santa Catarina.

CAMPOS NOVOS

Em Campos Novos o curso é realizado em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais e é totalmente gratuito, essa será a segunda turma. Às inscrições podem ser feitas através do site ou na sede.

O curso é disponibilizado pela formação técnica e-Tec do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Santa Catarina (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc). São sete novas turmas do curso Técnico em Agronegócio no Estado com 210 vagas nos municípios de Rio do Sul, São Miguel do Oeste, São José, Campo Alegre, Braço do Norte, Lages e Campos Novos.

A capacitação tem duração de dois anos, 1.230 horas na modalidade a distância, com 80% online e 20% presencial. Santa Catarina já formou mais de 550 técnicos em agronegócio em todo o Estado desde 2015.

o curso qualifica produtores rurais para atuarem na administração das propriedades com foco na aprendizagem sobre economia rural, marketing, gestão, empreendedorismo, finanças e responsabilidade social e ambiental no agronegócio.

Para o presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo, a formação profissional rural fortalece os produtores e aumenta a competitividade no campo. “Há alguns anos tomamos a iniciativa de trazer esse curso para Santa Catarina, em 12 polos espalhados estrategicamente em diversas regiões do Estado, para possibilitar maior qualificação e aperfeiçoamento dos nossos produtores e trabalhadores rurais. Essa capacitação está fazendo a diferença na vida das famílias e transformando as propriedades”, grifa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui