Exemplo de vida

Olá, nobres amigos. Semana passada escrevi sobre um grande aprendizado, que é o valor que o tempo tem. Nas horas mais difíceis, quando já não temos muito tempo, é que mais prendemos.

Neste sábado meu paizinho, Norberto Valentini, partiu morar com Deus. E para homenageá-lo que escrevo sobre este grande ser humano. As evidências vem de todo o país e do exterior. Fez grandes amigos por onde passou e só queria fazer o bem. Tinha o coração tão bom que algumas pessoas tentaram o passar para trás. Acontece que como ele mesmo dizia, a lei de Deus é infalível.

Honestidade era seu nome, participou de clubes sociais como Lions e foi ativo no CTG.
Uma pessoa comum tem uma profissão. Meu pai se aposentou como médico veterinário, cumpriu papel na vida política e persistiu até seu último dia de vida como instrutor em treinamentos de liderança, concluindo assim, três profissões.

Gostava tanto de fazer isso, que mesmo sabendo da gravidade de sua doença, não se entregou e foi parada cidade de Arroio Trinta fazer uma palestra que estava marcada há alguns meses.

Na cama do hospital não reclamou nenhuma vez sequer e quando perguntei se ele queria vencer, me disse: “nós já vencemos”.

Em um momento emocionante, pedi pra ele um conselho parava vida e ele me disse: “aquela música do Mano Lima”. Se referia à poesia musicada que o artista fez a seu pai. A música se chama “Rubens Colombo Lima”.

Fica um legado que ele deixou de contribuir honestamente para uma sociedade mais justa e perfeita, e uma missão para nós, de continuar a fazer nossa parte e honrar o seu nome.

Que honra em ser filho do Nobre Valente!

POR: Rodrigo R. Valentini, Honrado filho de Norberto Valentini – CEO Nobre Treinamentos
Siga minhas mídias: @valentinirodrigo @nobretreinamentos

Um nobre abraço!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui