Sexta-feira , 22 Junho 2018
Home / Cotidiano / 250 mulheres participaram de programação do Dia da Mulher em CN

250 mulheres participaram de programação do Dia da Mulher em CN

A Secretaria de Assistência Social, Centro de Referência de Assistência Social- CRAS e a Secretaria de Saúde, em parceria com a Prefeitura de Campos Novos, promoveram no dia 8 de Março na Associação dos Servidores Públicos Municipais – ASPM, uma programação especial da Campanha Mulher Viver Sem Violência em comemoração ao dia Internacional da Mulher. Foi o segundo encontro, da campanha de 2018. O projeto vem sendo desenvolvido desde 2017. O evento contou com a participação de 250 mulheres dos Clubes de Mães, Centro de Convivência do idoso, Clube Anos Dourados, enfermeiras, agentes comunitárias de saúde, funcionárias públicas municipais, que puderam ouvir palestras sobre a saúde física e mental da Mulher, sobre violências e como denunciá-las. Pensando na saúde feminina exames foram realizados no local: odontomóvel, orientação sobre preventivo e mamografia, teste rápido para hepatite, HIV, sífilis, glicemia e pressão arterial.

De acordo com a Coordenadora e Assistente Social do CRAS, Lucimar Walter de Deus, discutir a violência contra a mulher é necessário e urgente e da mesma forma prevenir a violência por meio de orientações e informações. “Muitas mulheres podem estar sofrendo situações de violência perto de nós e precisamos orientá-las a procurar a ajuda necessária. Queremos que as mulheres sintam que são fortes e capazes de romper com as situações de violência que podem estar sofrendo”, afirmou.

A Secretária de Assistência Social de Campos Novos, Celina Cassiano Barros explica que em Campos Novos há relatos frequentes de violência contra as mulheres. Ela enaltecesse a parceria com outros órgãos públicos que ajudam nesta luta. “Além de comemorarmos o dia da mulher e todas as conquistas adquiridas ao longo dos anos, precisamos informar todas as mulheres a como lutar contra a violência que muitas sofrem. Todos dias, ouvimos relatos de mulheres que são atormentadas por algumas situações e vem até nós buscar a punição para os agressores. Quero agradecer o apoio da Polícia Civil e Militar que estão dando apoio à causa feminina”, destacou Celina.

As palestras foram ministradas pelos profissionais: Lucimar Walter de Deus – coordenadora e assistente social do CRAS, Catiane Stefanes Santos – psicóloga do CRAS, Tiarajú Castilhos – Policial Civil, Katia Kunnen – Sargento da Polícia Militar, Simone Fávaro Oneda – psicóloga do CREAS, Rodrigo Raineski – médico ginecologista e mastologista e Luana Tormen – Educadora Física. Além disso o evento contou com a parceria da Rede feminina de Combate ao Câncer.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *