Sexta-feira , 22 Junho 2018
Home / Cotidiano / Manifestações em Campos Novos acontecem hoje e amanhã

Manifestações em Campos Novos acontecem hoje e amanhã

Os manifestantes continuam incansáveis no movimento contra o aumento do preço do combustível e contra a corrupção. Esta tarde os trevos de Campos Novos ficaram ainda mais lotados de carros e pessoas que decidiram apoiar a causa. Toda a cidade está mobilizada pelo movimento, inclusive os comerciantes, que através das redes sociais combinaram de comparecer ao local para mostrar que estão a favor do movimento, além de fecharem parcialmente as portas às 16h. Amanhã, as 11h, o comércio também prometeu fechar as portas para continuar a apoiar os protestos.

Apesar dos grandes prejuízos, os empresários esperam que esta luta traga bons resultados a toda população. Luis Carlos Chiocca, presidente da Coopercampos, esteve presente na movimentação, e declarou sua insatisfação com todos os impostos que o povo brasileiro tem que pagar, e mesmo estando com os trabalhos paralisados ele concorda que a população precisa protestar. “O protesto que deu início com os motoristas deve ser abraçado por toda a população, hoje é uma mobilização nacional. Todo o Brasil esta engajado nesta causa. O reflexo de tudo isso é muito grande, estamos desde segunda-feira (21) paralisados, estamos tendo um prejuízo grande, mas temos que lutar pra tentar achar uma solução para esse momento que o Brasil está passando, e depois vamos tentar recuperar o prejuízo”, falou.

Com a falta de combustíveis no município a Prefeitura de Campos Novos encerrou temporariamente os serviços prestados pelas Secretarias de Obras, Agricultura, Fundações, Samae, Clube de Mães, deixando apenas em funcionamento os serviços de emergência. O Samu, ambulância para viagens, consultas ou cirurgias eletivas estão suspensas temporariamente. A Frota escolar poderá ser cancelada amanhã (25) devido a falta de combustível.

Em Santa Catarina muitas cidades estão envolvidas no movimento. O presidente da CDL de Abdon Batista, Luiz Delfes, destacou que o comércio de Abdon Batista através da CDL local apoiaram a causa dos motoristas e agricultores fechando o comércio para juntos protestar contra o aumento de combustíveis e impostos no país.

Na grande Florianópolis, alguns postos já deixaram de receber produtos, por conta dos bloqueios realizados nas bases de Biguaçu, Itajaí, Canoas e Araucária. A informação é do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Minerais de Florianópolis (Sindópolis).

Há protestos em: Indaial, São Miguel do Oeste, Itapiranga, Piratuba, Campo belo do Sul, Anita Garibaldi, Tijucas, Camburiú, Jaguaruna, Turvo, Gaspar, Capinzal e Curitibanos.

A BRF (Brasil Foods) de Campos Novos está paralisada além de outras três unidades Nova Marilândia (MT), Dois Vizinhos (PR), Além disso, outras nove unidades terão atividades parcial ou totalmente paralisadas nesta quarta-feira, dia 23. Elas estão localizadas em Rio Verde (GO), Uberlândia (MG), Dourados (MS), Chapecó (SC), Garibaldi (RS), Marau (RS), Concordia (SC), Herval do Oeste (SC) e Francisco Beltrão (PR).

A BRF informa também que diversos insumos utilizados na industrialização de alimentos não foram entregues ontem e hoje (22 e 23 de maio), prejudicando a produção habitual da companhia. Além disso, detectamos falta considerável de abastecimento de ração destinada aos animais alojados nos nossos produtores rurais parceiros, já impactando cerca de 1 milhão de animais e podendo alcançar a totalidade de nosso plantel nos próximos dias. As unidades da BRF de Concórdia e Itapiranga também suspenderam o abate. Os criadores que fornecem aves e suínos para a empresa deixaram de receber os insumos. Sem milho, eles não conseguem produzir a ração dos animais.

Em Anita Garibaldi e outras cidades do estado registrou-se produtores de leite, jogando a produção fora. A Cooperativa Central Aurora Alimentos decidiu parar nesta terça-feira, 22 e quarta-feira, 23, a produção das fábricas de processamento de aves e suínos em Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul por causa da paralisação dos caminhoneiros. São sete plantas processadoras de aves e oito de suínos.

Em Santa Catarina, Até as 14h, ao menos 80 pontos em rodovias federais e estaduais estavam prejudicados. Os grevistas permitem a passagem apenas de carros, ônibus e ambulâncias. No país, DF e 25 estados têm protestos a greve afeta abastecimento de perecíveis em supermercados e paralisa produção de frigoríficos.

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos suspendeu temporariamente as postagens das encomendas com dia e hora marcados (Sedex 10, 12 e Hoje). Em comunicado, os Correios informaram que a paralisação também tem gerado “forte impacto” e atrasos nas operações da empresa em todo o país.

 

 

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *