Sexta-feira , 23 Fevereiro 2018
Home / Cotidiano / Prefeitura inicia neste mês transferência de serviços para antigo prédio da UNOESC

Prefeitura inicia neste mês transferência de serviços para antigo prédio da UNOESC

Intenção da administração é transferir na segunda quinzena de janeiro, a maioria dos serviços municipais que já estavam previstos.

O prefeito Silvio Alexandre Zancanaro e a secretária de educação Juvilde Padilha confirmaram ao Jornal O Celeiro na segunda-feira, 08, a transferência de serviços da Secretaria Municipal de Educação para o antigo prédio da Unoesc na segunda quinzena de janeiro, provavelmente já a partir da próxima semana.

Além dos serviços administrativos da Secretaria, também serão transferidos os setores de transporte escolar e merenda escolar. Os serviços vão funcionar no segundo piso do prédio, com acesso pela entrada principal quando do funcionamento da Universidade.

Conforme Juvilde Padilha, a transferência ocorre assim que as divisórias forem instaladas. Para a secretária, a transferência é uma medida positiva. “Na minha visão onde funciona hoje a secretaria de educação (antigo seminário), por ser muito retirado, o acesso é difícil a professores, pais e principalmente quanto a correspondências que sempre são deixadas na prefeitura pelos Correios. De maneira geral em termos de movimento, atendimento e trabalho, é bem mais favorável no antigo prédio da Unoesc”, considerou Juvilde. Nas atuais instalações da secretaria (antigo seminário), após a transferência as salas devem permanecer fechadas, com estudo de alguns projetos futuros para aproveitamento do local. Vai permanecer em funcionamento em parte do espaço a Escola Municipal Novos Campos.

O prefeito Silvio Alexandre Zancanaro informou que além dos serviços da educação, também já devem ser transferidos se possível ainda neste mês de janeiro para o antigo prédio da Unoesc, os serviços de bloco de notas, as Secretarias de Indústria, Comércio e Turismo e de Agricultura e Meio Ambiente, além dos escritórios locais da Cidasc e Epagri, todos estes setores com funcionamento no segundo piso, com acesso pela entrada principal.

*Reportagem publicada no Jornal “O Celeiro”, Edição 1511 de 11 de Janeiro de 2018.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *