Sexta-feira , 22 Junho 2018
Home / Agronegócio / Alternativa de geração de renda e diversificação na pequena propriedade rural

Alternativa de geração de renda e diversificação na pequena propriedade rural

Projeto piloto no país ”Trailers da Agricultura Familiar”, será lançado pela Administração Municipal neste sábado em Campos Novos.

Diante da necessidade de se obter uma fonte de renda mensal, aliada a oportunidade de gerar autonomia econômica despertou nos agricultores e na Secretaria de Agricultura Pecuária e Meio Ambiente de Campos Novos, a iniciativa de organizar feiras no município.

Com este propósito surgiu o projeto denominado de ”Trailers da Agricultura Familiar”. Conforme o Secretário Municipal de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente João Batista Ramos de Almeida (Tita), diante desta necessidade, todos os esforços da nova administração foram concentrados neste sentido. “Vinculamos todos os esforços para a agricultura familiar, no sentido de segurar o jovem no campo, incentivando a sucessão familiar, que tenha renda, que viva dignamente desta renda, que tenha lá no campo toda a estrutura de um jovem que vive na cidade”.

O projeto será lançado no sábado, 10, às 11h na Praça Lauro Müller, quando já terá início a venda dos produtos oriundos da Agricultura Familiar. A intenção para início do projeto é que os “Trailers da Agricultura Familiar” estejam todos os sábados concentrados na Praça, e, futuramente, ampliando para bairros e comunidades rurais, com feiras itinerantes.

O projeto vem sendo planejado desde fevereiro de 2017 e será entregue com recursos próprios do município por meio de economia da Secretaria Municipal de Agricultura. Foram investidos em cada trailer, R$ 19.603,00.

No município de Campos Novos já existe uma pequena feira de agricultura familiar localizada na Casa do Agricultor, junto às dependências da Secretaria, na qual um dos maiores desafios, salientados pelos agricultores/feirantes é a pouca divulgação, espaço inadequado e baixa procura pelos produtos. Esse é o aspecto do projeto “Trailers da Agricultura Familiar”, divulgação dos produtos comercializados e desenvolver junto com os agricultores novas estratégias de organização, venda e de agregação de valor aos produtos.  “Amadurecemos isso, conversando com os próprios produtores, surgiu a ideia de um trailer e viu-se que era uma proposta viável e havia condições de investir recursos da Secretaria com retorno aos agricultores”, salientou João Batista Ramos de Almeida.

O projeto foi apresentado junto ao Ministério da Agricultura e como não existia objeto “trailer para comercialização”, a inclusão foi viabilizada pela pasta para apoio neste ano de 2018, criando-se este projeto inédito no país em Campos Novos.  “Para alegria nossa, agora neste ano de 2018 no MAPA (Ministério da Agricultura), apareceu a possibilidade de cadastrar feiras itinerantes. Porém, não ficamos aguardando o governo e ano passado com recursos próprios fizemos a aquisição destes 7 trailers. Agora vem a segunda parte que é o treinamento dos nossos agricultores. Ano passado já fizemos o cadastramento e em janeiro já lançamos o decreto definindo os critérios de utilização pelos agricultores”, informou o prefeito Silvio Alexandre Zancanaro.

A estrutura contempla um trailer cozinha e 6 trailers expositores, podendo atender até duas  famílias por espaço contemplando 14 famílias de agricultores familiares. Todos os produtos atenderão as normas sanitárias e os produtores pagarão as taxas previstas como ambulantes, definidas em 5 UFM (Unidade Fiscal Municipal) por dia, que não chega a R$ 20,00.  Os trailers contam com dispositivos de frios e congelados, tudo planejado dentro das normas sanitárias. A plotagem foi feita com fotos dos próprios agricultores em suas próprias propriedades rurais. Agricultores interessados podem se cadastrar junto à Secretaria Municipal de Agricultura.

Segundo explica o diretor de Departamento da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente, Diego Gelson da Silva, o projeto valoriza a produção da agricultura familiar e incentiva a produção de orgânicos, além da permanência do jovem no meio rural. “Hoje em dia não é fácil manter o jovem no campo e uma das grandes alternativas que temos para mantê-los é mostrar que esse trabalho é digno e que os consumidores precisam que eles permaneçam no meio rural e produzindo, com alternativas saudáveis e melhorando a qualidade de vida de todos”.

A feira contemplará uma grande variedade da produção familiar, como embutidos, hortifrutigranjeiros e artesanato, entre outros. A agricultora Madalena de Fátima Stefanes Cruz da Silva, que reside em Santo Antonio do Campo, destacou o apoio recebido e defendeu a produção sem o uso de agrotóxicos. “Com este incentivo vamos plantar mais e diversificar mais, oferecendo produtos agroecológicos. O que produzo na minha propriedade são produtos naturais, sem agrotóxicos. Estou incentivando os demais produtores que estão inseridos nesta parceria para que também produzam de forma natural. Com os trailers, já vai ser diversificado. Com todo este apoio da Secretaria e da Epagri, a gente sabe que vai plantar e ter onde entregar”.

Trabalhar com feiras sempre fez parte dos anseios dos pequenos agricultores, pois possibilita a diversificação da produção, permitindo o exercício da arte de cultivar e de ser criativo, em relação com a natureza e com os seres humanos que dependem destes alimentos para a sua sobrevivência e por meio dessa relação interpessoal, elevar a autoestima. Das 2.300 propriedades rurais de Campos Novos/SC, 1.400 são de agricultores familiares, que utilizam a mão de obra familiar para exercer suas atividades de renda no campo, sendo estas famílias foco do referido projeto.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *