Terça-feira , 17 Julho 2018
Home / Opinião / Colunistas / Camilo Dorneles / Sentimentos Imensuráveis

Sentimentos Imensuráveis

Camilo Dorneles

Já dizia Shakespeare: “Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor”. Mas antes de tudo, quem foi este grande pensador, que até hoje inspira peças teatrais e vários escritores e poetas? Em que ficamos maravilhados com suas obras e benfeitorias no mundo da literatura.

William Shakespeare, 1564, foi um poeta, dramaturgo e ator inglês, tido como o maior escritor do idioma inglês e o mais influente dramaturgo do mundo. É chamado frequentemente de poeta nacional da Inglaterra. De suas obras, incluindo aquelas em colaboração, restaram até os dias de hoje 38 peças, 154 sonetos, dois longos poemas narrativos e mais alguns versos esparsos, cujas autorias, no entanto, são ainda disputadas. Suas peças foram traduzidas para todas as principais línguas modernas e são mais encenadas que as de qualquer outro dramaturgo. Muitos de seus textos e temas permanecem vivos até os nossos dias, sendo revisitados com frequência, especialmente no teatro, na televisão, no cinema e na literatura.

William Shakespeare morreu em 23 de Abril de 1616, mesmo dia de seu aniversário, e seus restos mortais encontram-se na igreja da Santíssima Trindade em Stratford-upon-Avon.

Sentimentos afloravam e despertavam de sua memória, traduzindo temas em divertidas comédias, como até mesmo em tragédias marcantes e eternizadas como o clássico “Romeu e Julieta”. Mas ao ler uma frase marcante de sua autoria, me fez ter uma breve e simples reflexão, mas ao mesmo tempo com uma profundidade imensa. “Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor”, vamos pensar juntos sobre este conjunto de letras.

Tudo o que você almeja, você luta, corre atrás, traça metas, objetivos, desenha um cenário aonde que quer viver nele, e é claro, desfrutar de suas glórias. Mas lutar por amor, até que ponto vale a pena? Que fique claro, não estou aqui para dar dicas amorosas, muito menos, tentar decifrar o que é o amor. Mas salientando a frase acima, são quatro letras e um leque infinito de sentimentos. Amor este que te traz felicidade, alegria, paixão, paz, tranquilidade, mas ao mesmo tempo, tem uma linha tênue muito próxima que separa esses sentimentos positivos como em sensações nada agradáveis, como saudade, solidão, carência, ansiedade, inquietude, tudo isso resultado do próprio amor que você sente, mas que fique claro, que se você sente saudade, é sinal que foi bom, e mexeu com teu íntimo.

Mas aonde encontramos este sentimento? Da onde que vem? É simples, uma boa companhia, uma boa conversa, um abraço, uma troca de gentilezas, tudo isso se transforma em amor, seja lá como, num novo relacionamento, na sua família, no ambiente de trabalho, no trânsito, com seus amigos, enfim, aquela velha regra de sobrevivência é clara e objetiva, “Plante o bem, que o resto vem”, e é assim que o amor vem até você, em que sua luta para conquistá-lo será apenas a humildade, a sinceridade, a gentileza, a simpatia, que o amor bate na sua porta e você poderá abraçá-lo sem medo algum. O amor verdadeiro é aquele que permanece vivo dentro do seu coração, fazendo você aflorar num misto de sentimentos.

Quero deixar aqui estar reflexão sucinta, que o amor é mesmo imensurável, não se pode medir, nem tocar, não se pode ver, não tem cheiro, nem sabor, é algo invisível ao olho nu, mas visível para quem sente. Para quem ama o amor é mesmo, um sentimento imensurável.

Por; Camilo Dorneles
Palestrantre Motivacional, Comunicador e Orador
[email protected]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *